sábado, 31 de janeiro de 2015

Água em abundância para quem cuida deste recurso natural


Texas tem água em abundância mas não é por acaso. Cuida da conservação deste recurso natural desde 1904.

Nossa visita à unidade de conservação da natureza Balcones Canyonlands National Wildlife Refuge, que fica em Marble Falls, no centro do estado do Texas, a 80 km de Austin, a capital, nos deu a oportunidade de percorrer estradas rurais e ver como são bem cuidados os rios e riachos. As águas são sempre bem cristalinas, mesmo quando passam por fazendas de criação de gado ou vilarejos.



A preocupação em proteger os recursos naturais começou há mais de 100 anos no Texas. Em 1904 o Texas fez uma emenda constitucional sobre o uso da água. Em 1941 o Texas já tinha 65 comitês de bacias hidrográficas funcionando pra valer, que promoviam ações de educação ambiental bem como orientação e implantação de obras nas propriedades rurais para melhorar a conservação do solo e da água. Além disso, no início da década de 30, o Texas teve um governado que implantou um belo sistema estadual de unidades de conservação da natureza.



Hoje, a sociedade norte-americana colhe os frutos de bons políticos que tiveram, ou melhor, escolheram, no passado. Quando parávamos para ver de perto a água dos rios e riachos a Elza ficava impressionada e dizia: “fotografe, fotografe... vamos mostrar pro pessoal isso!”. Eu tinha a maior dificuldade de registrar as águas limpas porque na imagem só apareciam as pedras do fundo do rio de tão limpas que são as águas. O espanto da Elza é porque em SC, mesmo na zona rural de áreas com matas preservadas, os rios e riachos estão todos com algum sinal de poluição ou bem poluídos, com ás águas sempre turvas, cheios de lixo e geralmente cheirando esgoto.



No refúgio da vida silvestre Balcones Canyonlands, que é uma unidade de conservação federal, como o nome a identifica, vimos a mesma estrutura de visitação dos parques nacionais dos Estados Unidos. As trilhas bem sinalizadas, banheiros públicos limpinhos, uma ampla área para estacionamentos, painéis com explicações e mapas das trilhas impressos. Nós percorremos todas as trilhas. Acho que andamos mais de 10 km. Não cansamos muito porque fazia muito frio, com a temperatura abaixo de 10 graus C. Num trecho da trilha vimos rochas com incrustações de fósseis de conchas marinhas. Não é cobrado ingresso.



Esta unidade de conservação protege duas espécies de aves migratórias ameaçadas de extinção, que no verão utilizam a área para se reproduzir.








Temperatura abaixo de 10 graus C e muito vento durante nossa visita ao Balcones Canyonlands National Wildlife Refuge



























Banheiro público da unidade de conservação da natureza Balcones Canyonlands National Wildlife Refuge
Banheiro público da unidade de conservação da natureza Balcones Canyonlands National Wildlife Refuge

Parte interna de um dos banheiros públicos da unidade de conservação da natureza Balcones Canyonlands National Wildlife Refuge
Ninho de passarinho na janela do banheiro
Banheiro público da unidade de conservação da natureza Balcones Canyonlands National Wildlife Refuge


Instituto Rã-bugio para Conservação da Biodiversidade
Jaraguá do Sul, Santa Catarina
http://www.ra-bugio.org.br/

Aquisição de áreas preservadas de Mata Atlântica e criação de reservas (RPPN)
http://www.ra-bugio.org.br/areasprotegidas.php?id=13

Conheça o Centro Interpretativo da Mata Atlântica – Jaraguá do Sul
http://www.ra-bugio.org.br/sede-ra-bugio.php

Acompanhe nosso Projeto de Educação Ambiental nas escolas para salvar a MATA ATLÂNTICA
http://www.ra-bugio.org.br/educacaoambiental.php

Blog

e também na nossa página no FACEBOOK