sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

A grande diversidade de mariposas da Mata Atlântica

Mariposa colorida Uranophora splendida encontrada nas trilhas da RPPN Corredeiras do rio Itajaí, em Itaiópolis (SC). Clique sobre a imagem para ampliar
 Estávamos percorrendo uma das trilhas da RPPN Corredeiras do Rio Itajaí, em Itaiópolis (SC), no meio da parte mais preservada da Mata Atlântica, onde encontramos uma planta rasteira com flores repletas de insetos polinizadores.

As mariposas coloridas (diurnas!) eram a maioria dos visitantes. A beleza de uma delas (foto acima e vídeo no final do texto) chama a atenção. O nome científico desta linda mariposa é Uranophora splendida. Clique aqui para ver outras imagens.

A incrível mariposa que imita perfeitamente uma vespa (mimetismo). Clique sobre a imagem para ampliar
Em certo momento apareceu uma vespa enorme que impõe respeito. A Elza chegou a alertar-me sobre o “perigo” de levar uma ferroada desta vespa. Mas eu resolvi arriscar. Não perderia perder a oportunidade de fotografar uma vespa prestando um serviço ambiental, a polinização.

Quando fiz a focalização para tirar a foto percebi que fomos enganados pelo inseto. Tratava-se de uma inofensiva mariposa imitando perfeitamente uma vespa. Veja a foto acima e também na página da mariposa vespa. Este processo de transformação onde uma espécie imita a outra que os predadores evitam recebe o nome de mimetismo. Ocorre devido à seleção natural e leva milhares de ano.

Notem que estas espécies de mariposas só ocorrem em áreas bem preservadas de Mata Atlântica. No entanto, deveriam ocorrer em todos os lugares. Sabem por que não as encontramos se alimentando nas flores dos jardins de nossas casas e nas praças e parques das cidades?

Porque estes seres vivos dependem de uma grande diversidade de plantas, algumas específicas, para suas lagartas se alimentarem e também a florada na época certa para a fase de mariposa. Condições impossíveis de serem mantidas em ambientes alterados pelo homem. Quando uma mata preservada é destruída, provoca-se uma grande perda de biodiversidade.


Nenhum comentário: