segunda-feira, 3 de junho de 2013

Gavião-de-penacho ameaçado de extinção é fotografado na RPPN Odir Zanelatto


Gavião-de-penacho (spizaetus ornatos) jovem, ameaçado de extinção, fotografado dia 31/05/2013 na RPPN Odir Zanelatto, em Itaiópolis, Santa Catarina, nas cabeceiras do rio Itajaí. Repare o adorno sobre a cabeça (penacho). Clique sobre a imagem para ampliar.
 Registramos uma raridade da biodiversidade do Brasil na RPPN Odir Zanelatto, em Itaiópolis (SC), uma área preservada de Mata Atlântica nas cabeceiras do rio Itajaí que salvamos com ajuda de doadores.

Fotografamos e filmamos um exemplar jovem do raríssimo GAVIÃO-DE-PENACHO da espécie Spizaetus ornatos, que está incluída na lista oficial do IBAMA como ameaçada de extinção na Mata Atlântica.


Gavião-de-penacho (spizaetus ornatos) jovem, ameaçado de extinção, fotografado dia 31/05/2013 na RPPN Odir Zanelatto, em Itaiópolis, Santa Catarina, nas cabeceiras do rio Itajaí. Repare o adorno sobre a cabeça (penacho). Clique sobre a imagem para ampliar.
Esta espécie se reproduz a cada 3 anos e tem apenas um filhote, por isso está muito ameaçada de extinção. Por ser uma ave de rapina sofre uma perseguição implacável. O penacho, adorno sobre a cabeça, é uma das características deste gavião que chega a medir 67 cm.

Há fortes indícios de que a espécie está se reproduzindo nas RPPNs que criamos (área total de 860 hectares) porque em 2010 observamos um adulto, que pousou sobre nossas cabeças quando descansávamos, mas fugiu quando eu (Germano) tentava lentamente pegar a câmera. O local fica nas proximidades onde encontramos este gavião-de-penacho jovem.


Vídeos que gravamos do gavião-de-penacho


9 comentários:

Luz13 disse...

Gostei do blog!! Lembrei-me de Aline da Cidade das Pirâmides, que em seu programa - www.deolhonomundo.com - aborda o tema divinamente. Vejam: Forças da Natureza http://youtu.be/DyBfKecIDnY sei que vão gostar.
Abraços.

Notriângulo Prog disse...

Que animal lindo! Salvem o Gavião de Penacho!

depaula disse...

Que belo achado. E que belissima ave. Parabéns.

MINHA VIDA disse...

Lindo Gavião de Penacho.
Parabéns!!!

Kiko disse...

Muito bacana mesmo. Muito legal!

Aproveitando, essa semana lembrei e fiquei intrigado quanto ao casal da carcará fotografado ano passado na Praça XV de Novembro, aqui em Florianópolis, que não se viu, nem se soube mais nada mais.
Eu mesmo, na manhã de sábado do final de semana que o jornal Notícias do Dia registrou em matéria, passava pela praça, ouvi algo do diferente do trivial, e quando olhei para cima la estava um deles dominando uma presa nas garras, pousado na copa das árvores centenárias, certamente pombos que por ali existem em quantidade.
Por algum tempo o assunto foi falado e lembrado na cidade, mas não se ouviu e nem se ouviu mais nada.
Vou ficar de olho e tentar saber de novidade.
Para mim carcará por aqui ara novidade, mas fui ler e a espécie é encontrada, sim, na região. Porém, foi a primeira vez que vi.
O gavião carijó, nativo, esse tem de monte, mas carcará foi novidade.

Mariza disse...

Oi, Germano, parabéns pelo privilégio de ter avistado e fotografado este belo espécime de ave! É realmente lindo!
Tomara que a espécie continue resistindo à extinção e tenha sua sobrevivência protegida.
Abraços.

Telma Santos disse...

É uma sensação muito boa que se tem quando se vê na natureza um animal ameaçado de extinção, mas ao mesmo tempo dá um sentimento ruim do tipo "poxa, o que estamos fazendo com o habitat desses animais". Moro num bairro bem próximo ao centro da cidade de Joinville, e ontem a noite por volta das 11hs apareceu um casal de tucanos de bico verde no meu quintal. Levamos um susto com seus berros, quando escutei já reconheci que seriam tucanos, fui procurá-los e vereficar se teriam fugido de algum cativeiro, mas não, ainda bem, eram lindos e voavam perfeitamente. Nunca havia visto nenhum tucano por aqui, infelizmente a aparição deles é um péssimo sinal, o de que seu habitat natural está cada vez menor.

Germano Woehl Jr. disse...

Telma,
Muito obrigado por compartilhar suas observações em Joinville. Você tem razão. Os tucanos-de-bico-verde estão cada vez mais presentes nas áreas urbanas em busca de alimento nos pomares das residências. Em Itaiópolis (SC), um casal faz ninhos no oco de um pé de pera de no jardim de uma residência. O problema é que nas cidades são recebidos a pedradas e pelotaços e vão sendo exterminados aos poucos. Nesta semana um pavó ou pavão do mato (veja em nosso site - clique em AVES) se chocou contra a vidraça de um pequeno prédio na cidade de Papanduva (SC). Certamente é reflexo da intensa devastação da Mata Atlântica que continua ocorrendo.

JERÔNIMO de Oliveira Vicente disse...

Esse das nossas matas temos que preservar, agora alguns políticos gaviões bem que poderiam ser extintos..