sexta-feira, 12 de julho de 2013

Na Mata Atlântica ocorre uma das menores corujas do Mundo


Corujinha CABURÉ (Glaucidium brasilianum), uma das menores corujas do Mundo, encontrada na RPPN Corredeiras do Rio Itajaí, em Itaiópolis, Santa Catarina.
No domingo, dia 07/07/2013, encontramos na RPPN Corredeiras do Rio Itajaí, em Itaiópolis, Santa Catarina, uma das menores corujas do mundo, que é tamanho aproximado de um tico-tico, em torno de 16 cm. Trata-se da corujinha CABURÉ (Glaucidium brasilianum).

Repare na imagem o desenho de “olhos” na parte de trás da cabeça que a faz parecer uma coruja enorme quando observada de trás. É uma estratégia para afugentar seus predadores, como gaviões.


Desenho de "olhos" na parte de trás da cabeça faz Corujinha CABURÉ parecer uma coruja grande e afugenta seus predadores
No vídeo abaixo do Youtube dá para perceber bem o efeito deste desenho. 


Nome popular: CABURÉ
Nome Científico: Glaucidium brasilianum (Gmelin, 1788)
Família: Strigidae
Nome em Inglês: Ferruginous Pygmy-Owl

4 comentários:

Lyli disse...

Parabéns pelo trabalho de vocês ,Germano! Realmente tu e tua esposa são seres especiais e fazem diferença na natureza. Um abraço!

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme de Barros disse...

Me surpreende o tamanho das presas que essa corujinha meio diurna costuma caçar por aqui e o canto que ela emite ao amanhecer e ao entardecer é muito agradável.

Gerenciar uma RPPN deve ser algo fantástico e que eu espero poder realizar algum dia.

Unknown disse...

Que linda! A natureza sempre surpreendendo!