segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Dia da árvore: finalmente achamos uma na Mata Atlântica que produz jóias!

Sementes coloridas ("jóias") da árvore da Mata Atlântica "olho-de-cabra" que encontramos na RPPN Taipa do Rio Itajaí, em Itaiópolis (SC).

Neste dia da árvore, vamos homenagear uma árvore bastante simbólica da Mata Atlântica. É uma árvore desconhecida para a maioria das pessoas, mas sua semente é uma das mais chamativas que existe no mundo, cuja foto está acima. Trata-se da árvore conhecida popularmente pelos nomes olho-de-cabra, coronheiro, pau-ripa, dentre outros. O nome científico é Ormosia arborea, da Família: Fabaceae Faboideae

É uma árvore muito cobiçada pelo homem não exatamente pela beleza das sementes, mas para ser abatida pela qualidade da madeira. Eu desejei muito ter esta árvore em nossas propriedades, para proporcionar as gerações futuras o prazer de admirar esta beleza da biodiversidade da Mata Atlântica.

Elza abraçada ao tronco de uma magnífica árvore "olho-de-cabra" (Ormosia arborea) que finalmente encontramos na RPPN Taipa do Rio Itajaí em plena produção de sementes ("jóias"), no dia 06/09/2010.

Já produzi centenas de mudas, o que é muito fácil, mas apenas uma das mudas transplantadas sobreviveu na RPPN Santuário Rã-bugio e apresenta um crescimento extremamente lento. Creio que vai levar décadas para atingir a fase adulta, talvez até mais de 100 anos, se sobreviver, porque têm exigido um cuidado constante nos últimos 16 anos e ainda não passou de 30 cm de altura. Está muito doente. Parece querer nos enviar uma mensagem de que na natureza não é possível reconstituir aquilo que foi destruído e que todo o nosso esforço deve ser no sentido de salvar o que ainda resta, ou seja, proteger as árvores adultas, que já estão aí e não precisamos esperar 200 ou 300 anos para saber se uma mudinha plantada hoje irá vingar.

Então, minha esperança passou a ser encontrar esta magnífica árvore em nossas áreas protegidas (RPPNs) de Itaiópolis (SC). Os moradores do entorno garantiram que têm vários exemplares de grande porte. Só que nunca havíamos encontrado. Porém, no dia 06/09/2010, bem na véspera do dia da Independência do nosso Brasil, finalmente tivemos a felicidade de encontrar um exemplar gigantesco desta árvore na RPPN Taipas do Rio Itajaí, adjacente à RPPN Corredeiras do Rio Itajaí. Estava com as sementes ("jóias") se desprendendo das vagens, conforme mostra a imagem abaixo.

Copa árvore "olho-de-cabra" (Ormosia arborea) carregada de sementes maduras que encontramos na RPPN Taipa do Rio Itajaí no dia 06/09/2010. Veja o detalhe das vagens com as sementes na imagem abaixo. (Clique sobre a imagem para ampliar)

Um dos dispersores destas sementes é o jacu, que é atraído, ou melhor, enganado pelo colorido das sementes, achando tratar-se de um apetitoso fruto maduro e enche sua moela com estas sementes duras, que acabam não lhe nutrindo. Esta estratégia das árvores enganarem os dispersores com sementes coloridas não é rara. A semente, que é extremamente dura, ao passar pelo aparelho digestivo da ave acaba sofrendo ruptura da casca protetora (quebra de dormência) e assim a água penetra e dispara o processo germinativo.

Detalhe das vagens com as sementes maduras da árvore "olho-de-cabra" (Ormosia arborea) que encontramos na RPPN Taipa do Rio Itajaí no dia 06/09/2010. (Clique sobre a imagem para ampliar)

Enquanto coletávamos algumas sementes para mostrar para os estudantes nas atividades de educação ambiental observamos algumas sementes parcialmente roídas, certamente por ratos silvestres. Algumas destas sementes estavam germinando. Assim, deduzimos que estes animais podem também ser dispersores importantes desta árvore, já que eles estocam as sementes longe da árvore mãe e devem perder algumas sementes com a casca parcialmente roída no meio das folhas secas.

Nossa felicidade foi tanta que nem reclamos muito dos carrapatos (micuins) que pegamos por rastejar sob a árvore para catar as sementes, ou melhor, as jóias.

13 comentários:

Professora Carla Fernanda disse...

BOa noite!!! Que linda! Quando era criança, em Minas, brincava muito com este frutinho. Lá, a gente chama de "Olho de Pombo". Recordar é viver! Valeu!
Carla Fernanda

Valéria G disse...

A biodiversidade que se tem na Mata Atlântica é impressionante, mas a cada dia está se perdendo essa beleza pelo egoísmo do ser humano que só quer ter, ter e ter. Por isso é importantissímo o trabalho de educação ambiental que o Instituto Rã-bugio desenvolve juntamente com estudantes para tentar mostrar a eles a importância da floresta em pé. E para que possam ver a beleza de cores, cheiros e sons que a floresta proporciona de graça todos os dia.
Parabéns pelo trabalho!!!

Lu disse...

Aqui na região que moro tem o Jequitibá Rosa, são imensas e lindas, um espetáculo da natureza essas árvores e quanto mais velhas, mais majestosas ficam.
Parabéns ao casal.
Lu Colossi

prof Tati disse...

Que maravilha gente!!! Realmente a natureza é muito rica. Parabéns pelo trabalho, apesar de um pouco mais distante de voces continuo acompanhando este trabalho lindo de voces. Parabéns!

Paulo disse...

Salve Defensor da Natureza!
Parabéns Salvadores da Vida da Mata Atlântica!
A Natureza está abençoando a todos Vocês...!!...

Junior Prette disse...

Parabéns a vocês por essa linda conquista, o mundo tem que ter mais pessoas com esse pensamento.

Valeria Amaral disse...

BOA TARDE ,GOSTO MUITO DA NATUREZA E PROCURO SEMPRE PRESERVA-LA ,MORO EM RIO DAS OSTRAS E AQUI JÁ ENCONTREI VARIAS ARVORES DESTA ESPECIE ,ALGUMAS ATÉ JA VI SEREM CORTADAS PARA O CRESCIMENTO DA CIDADE ,MORADORES QUE COMPRAM TERRENOS E DERRUBAM AS ARVORES NATIVAS PARA SUAS CONSTRUÇÕES, É LAMENTÁVEL.

felipe Madeira disse...

tinha muitas sementes dessa ai ,mais agora so to com cinco .

Amarante Geoatelier disse...

Olá parabens pelo blog, lindo. Talvez voces também saibam que essa semente é muito venenosa, se ingerida, um fato de pouca divulgação, mas de grande importância. Especialistas afirmam que a ingestão de oito sementes pode levar á morte. Tenho um blog sobre artesanato com sementes e procuro divulgar as informações sobre as com que trabalho:http://geoatelier.blogspot.com.br/
Grato

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anderson Martini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anderson Martini disse...

Muito boa reportagem.

Anderson Martini disse...

Muito boa reportagem.