segunda-feira, 29 de junho de 2009

ESCOLAS PODEM SALVAR A MATA ATLÂNTICA

O tema “meio ambiente” é bastante amplo e geralmente são negligenciados os problemas ambientais mais relevantes para a humanidade, onde o Brasil está no foco, como a questão do desmatamento que causa perda da biodiversidade, dos recursos hídricos, agravamento do aquecimento global etc.

Ninguém gosta de estimular as escolas a lidarem com estes temas porque batem de frente com os interesses econômicos, do lucro imediato de agentes locais. Então, dentro da temática ambiental o assunto preferido das escolas é trabalhar com reciclagem de lixo. Porém, a maioria sequer aborda corretamente este tema e simplesmente usam os alunos para catarem os recicláveis para levantamento de fundos, competindo com os catadores que tiram seu sustento da atividade.

A conseqüência disso é que estamos perdendo a Floresta Amazônica e o que resta da Mata Atlântica e a sociedade brasileira parece que não se importa muito. Aceita passivamente o desmonte da legislação ambiental, as investidas contra a Floresta Amazônica e o que resta da Mata Atlântica.

Atividades realizadas em 29/05/2009 com professores de São João de Itaperiú (SC) para valorizarem os ecossistemas locais

Quero mostrar um exemplo de como poderemos mudar esta realidade e salvar a Mata Atlântica e o futuro do nosso País.

A secretaria de educação do município de São João do Itaperiú (SC), que fica na região litorânea, com muitas áreas preservadas, convidou a equipe do Instituto Rã-bugio para trabalhar com as escolas do município.

Observe como dá resultados este trabalho que realizamos em parceria com as escolas. Acabamos de receber o projeto completo de Wilmar Delmonego, Professor de Ciências e Biologia da Escola de Educação Básica “Professora Elvira Faria Passos” do município de São João de Itaperiú (SC).

Atividades com professores de São João de Itaperiú (SC) para valorizarem a biodiversidade local



PROJETO DE CIÊNCIAS

MATA ATLÂNTICA: Fauna e flora - São João do Itaperiú

Alunos da 5ª série do Ensino Fundamental

Professores:
Marcos Tarcisio
Rosa
Morganna Vasti Bernardes
Wilmar Delmonego


Apresentação do projeto:
Este projeto visa conhecer alguns representantes da fauna e flora que fazem parte de alguns bairros do município de São João do Itaperiú - SC, aprofundando pesquisa nesse ecossistema. A princípio serão estudados alguns nomes comuns que forem de interesse dos grupos , que se destacarem numa pesquisa escrita feita pelos pais/responsáveis. Todo trabalho se encaminhará em várias direções que despertarão os conceitos a serem desenvolvidos. Pretendemos trabalhar a classificação dos seres vivos da fauna e flora, construção de textos, mapas conceituais, fotografias relacionando com a produção textual.

Justificativa:
O tema do projeto aguça o interesse natural dos educandos desta fase etária. Poder vivenciar teoria e prática, pesquisa na internet facilitará o acesso as informações relacionadas ao tema. Assim proporciona maior subsídio para a produção de texto. A escolha do tema “fauna e flora” ocorreu por vir de encontro aos conteúdos programados para o ano letivo. Os pré-adolescentes, nesta fase se identificam muito com os animais e plantas, motivo esse que os levam a se associar a eles, mostrando seu carinho pela preservação, admiração, etc, devido possivelmente ao seu tamanho, inocência, carinho, dependências pessoais e sociais.

14 comentários:

Celso André disse...

Germano e Elza, muito obrigado pela materia enviada,. Na minha opinião já deveriam ter em todos os colégios aulas, matérias sobre ecologia, pois se torna tão importante como a matemática, o inglês, química etc...Acho que temos que preparar nosssos herdeiros p/ isso, Ainda bem que o Governo aqui no Pará deu um brecada no desmatamento, uzando o consumidor. Tudo tem um jeito. e tudo melhora, Aqui em Redenção depois que acabou as serrarias, melhorou de 10 para 1000 o desenvolvimento. Um abração Celso Andre Woiciechovski

Walther Grube disse...

Já diziam os antigos: "é de pequenino que se entorta o pepino"! Educar é mais fácil que depois tentar corrigir as desgraças feitas por ignorantes. Necessitamos de educação ambiental como parte do currícuo escolar, não só para preservar o meio-ambiente, mas também para criar uma sociedade que dê mais valor à vida.
Um grande abraço!

Walther Grube

Jenifer disse...

Olá, acho esse trabalho que é feito com alunos importante pois em casa talvez eles não tenham nem a possibilidade de conversar com os pais sobre o assunto; pois hoje ainda é comum ouvir pessoas falando que isto é um assunto que não nos diz respeito_falo isso por experiência. Ao contrário de crianças que tem possibilidade de conhecer a fauna e a flora como se deve, também existem muitas que pouco conhecem sobre isso, e que aprendem somente na escola mesmo. Continuem assim...a NATUREZA agradece!!! Parabéns pelo trabalho.

Mariza disse...

Olá, Elza e Germano.
Parabéns pelo blog, está um encanto: bem simples e singelo.
Realmente temos que depositar nossas esperanças de um mundo melhor para os três reinos da Natureza, nessas nossas crianças.
E as escolas são o melhor veículo para guiá-las em direção ao caminho e pensar corretos: a salvação dos nossos recursos naturais e de cada emanação de vida no planeta.
Não percamos pois, a fé na redenção humana.
Um forte abraço em ambos.
Mariza

Meio Ambiente S.J.Pinhais disse...

Parabens pelo blog! Não achei o link para adiciona-lo nos blogs que sigo!

João Lopes disse...

JOÃO CARLOS LOPES disse:
Importntíssimo esse trabalho junto aos estudantes, pois reforça muito o sentimento de preservação que deve ser estimulado sempre. Aqui em Extrema-MG ha uns anos tivemos oportunidade de propiciar a estruturação de pequenas monografias sobre a Serra do Lopo, contraforte da Mantiqueira e com remascentes da Mata Atlântica, nas escolas Municipais e Estaduais, com a participação dos professores. O objetivo era fazer voltar a atenção dos alunos e professores, para a nossa Mantiqueira. Fomos muito apoiados, principalmente pelos estudantes.No momento estamos tentanto retomar o trabalho, para dar continuidade ao nosso objetivo. Além da realização de caminhadas periódicas, realizadas por trilhas tradicionais.
Acredito que, com esta conscientização, principlamente dos jovens, estaremos participando da estruturação de um futuro melhor para a gerações vindouras.

eduino disse...

JÁ TORNOU-SE CORRIQUEIRO, TODOS OS ANOS NA SEMANA DO MEIO AMBIENTE TEM ATIVIDADES EM ALGUMAS ESCOLAS,OU PLANTAM ALGUMAS ÁRVORES EM ÁREA URBANA OU CATAM RESIDUOS NAS ORLAS DE RIOS OU ARROIOS E ? ? ?
NO DIA SEGUINTE TUDO COMO DANTES !
AS GRANDES CIDADES MATANDO SEUS RIOS,ARROIOS, SANGAS,ELIMINAM SEUS ÚLTIMAS ÁREAS DE MATAS NATIVAS,
ETC. . .
EU TENHO UM AMIGO O "IRMÃO CECHIM" DA ROMARIA DAS ÁGUAS, NO RIO GUAIBA, QUE DIZ; "O PRÓXIMO DILÚVIO SERÁ DE PLÁSTICO" ! ! !
A NOSSA FAUNA AQUÁTICA ESTÁ SE EXTINGUINDO NOS RIOS E OCEANOS !
CAUSA; SACOS,SACOLAS,GARRAFAS PET,ISQUEIROS,BUTTONS,BRINQUEDOS,FIOS DE NYLON,RÊDES DE PESCA, ...
QUEM É OS CULPADOS ?
SÃO OS GOVERNANTES ! QUE NÃO COLOCAM REGRAS AOS EMPRÊSÁRIOS, OS QUE FABRICAM OS DERIVADO DE PETRÓLEO, ESTES "TERIAM" QUE SER TAXADOS COM UM IMPOSTO AMBIENTAL,SER OBRIGADOS A RECEBER DE VOLTA AS EMBALAGENS,ETC.
EX. A COCA COLA LIDER MUNDIAL DOS CRIMES AMBIENTAIS ATRAVÉS DE SUAS EMBALAGENS DESCARTADAS NA NATUREZA, POR QUÊ NINGUÉM OS OBRIGA A REPARAR OS ESTRAGOS NA NATUREZA ?

então; parabéns germano por iniciar esta luta nas escolas,
mas isto teria que partir do ministério da educação,do meio ambiente, etc. (em brasilia)
E NÃO FICAREM DISTRIBUINDO TERRAS PARA OS GRILEIROS NA AMAZÔNIA !

eduino de mattos
conselheiro do COMAM
- porto alegre rs

Irineu disse...

Não poderia deixar de parabenizar os professores Marcos, Rosa e Wilmar de São João do Itaperiú pelo exemplo e dedicação que, junto aos alunos daquele município mostraram que há uma luz no fim do túnel quando o assunto é meio ambiente. Que este trabalho sirva de exemplo para outros municípios, e que os governos de todas as esferas se empenham em apoiar iniciativas desta envergadura.
Parabéns a todos envolvidos neste projeto.

Att
Irineu Golinski

paul disse...

ola germano recebi seu e-mail
parabens pela sua luta,visite meu
orkut,meu nome de usuario e,
paul batera,obrigado

Henrique wittler disse...

Continue a luta.
Aqui em Porto Alegre estamos lutando para preservar a orla do Guaíba de construções.
Acontece que o atual Ministro Tarso Genro quando Prefeito mudou o nome de Rio para Lago Guaíba, no sentido de burlar a Lei 4771/65, que no item a) - Rio (500 m de preservação) e b) Lago (30 m). Não existe documento legal para esta mudança, foi fita com utilização da SMAM - Secretaria do Meio Ambiente, que passou a exigir apenas 30 m e dai para frente muitos se aproveitaram e construiram após respeitar apenas 30 m, inclusive o Ministério Público Estadual (omisso total).

Ênio disse...

Acreditamos no esforço coletivo das pessoas para a realização de tarefas ou campanhas. Somente assim podemos preservar o nosso bem maior que é o meio ambiente.
Agradeço o e-mail, Germano e Equipe do Rã-Bugio.

Um abraço. Ênio.

Drª GG disse...

Germano e Elza, já disse hoje que sou fã número 1 de vocês e da Rã-Bugio? Não? Então tá dito!
Parabéns pelo trabalho e dedicação de vocês!

Abraço,

Rita Helena Bröckelmann

Francisco Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elis disse...

Gostaria de ressaltar um equívoco e pedir que o mesmo seja corrigido.
Os professores responsáveis pelo projeto Mata Atlântica são:
Marcos Tarcisio Rosa;
Morganna Vasti Bernardes
e
Wilmar Delmonego!